terça-feira, 28 de julho de 2009

Partículas Flutuantes na visão: Introdução





















Chamem-lhes Partículas Flutuantes,Moscas volantes,Floaters...

Vês linhas,círculos,teias de aranha,manchas,pontinhos ou qualquer outra imagem que por vezes são mais transparentes e/ou ou mais escuras na tua visão?

Vês-as no exterior de dia ou na claridade,numa parede branca ou no fundo branco do computador?

Provavelmente terás os Floaters a "nadar" no interior do teu olho...

Como explicar algo que vês a alguém que não vê que estás a vê-las?

Esta pergunta pode bem exprimir os sentimentos de frustação e angústia que os sofredores desta irritante e depressiva condição visual que por incrível que possa parecer não tem ainda até hoje um tratamento específico que seja eficaz e seguro.

Igualmente impressionante é o facto de em Portugal assim como em todo o mundo pouca pesquisa ser feita no caminho de encontrar um tratamento que leve á cura deste problema e assim traga alívio a muitas sofredores de Floaters.

Após irmos a diversos Médicos Oftalmologistas acabamos por chegar á conclusão que todos eles disseram o mesmo: "isso é normal" ; com o tempo ficar melhor ou desaparecer" ; não é grave" ; "não há nada a fazer" , etc..

Nada mais falso...

Os Floaters podem permanecer,salvo em algumas e raras exepções,na nossa vista por décadas e provavelmente a vida inteira...

E podem destruir uma pessoa a nível psicológico.

Tenho visto relatos de pessoas na internet a querer acabar com a vida. Eu próprio já pensei nisso.

Mas esse seria um caminho fácil e quem sofre disto merece que pelo menos a Comunidade Médica Mundial assuma que os Floaters são um problema sério porque interferem seriamente com a visão.

Porque se já tivessem assumido, a esta altura um tratamento exclusivo para os Floaters já estaria disponível.

32 comentários:

  1. Boa tarde,

    Belo post.Eu também sofro do mesmo problema e por mais consultas a que vá a resposta é sempre a mesma, que haverá de passar...Penso ser necessário alertar a comunidade médica para este problema que consegue diminuir bastante a qualidade de vida de uma pessoa.

    ResponderEliminar
  2. cxara eu sofro da mesma coisa
    tenho 13 anos e ainda solto pipa
    "É HORRÍVEL"
    lentes transition ñ resovem meu prople
    meu oftamologista disse a mesma coisa
    ele é um profissional e deve indender
    tenho um colega q já teve flutuantes
    e parô, quem sabe um dia eu ñ tenho a mesma sorte dele e e meus flutuantes parem tb
    se tivesse um tratamento eu estaria muito mais seguro mias ninguém que tomar uma providência em relação a isso
    é sério eu quero minha vida normal de novo
    quero q essa tortura acabe
    "se é que podemos tb camar assim esse mau"

    ResponderEliminar
  3. Eu sofro da mesma condição, agravada após cirurgia a laser para corrigir miopia. Porém, após falar com vários médicos sobre isto, mostraram-se reticentes mas há uma cirurgia que resolve o problemas das partículas flutuantes e que se chama de vitrectomia. Tb disseram que é uma cirurgia bastante cara e demorada, com anestesia geral e tudo. Confiram com os vossos oftalmologistas esta questão que até à data é a única solução possível para este problema. Saudações. Qualquer coisa contactem-me para o meu mail (dadofaria@hotmail.com). Obrigado.

    ResponderEliminar
  4. Estou bastante comovido e surpreso de encontrar este blog por aqui. Tenho miopia alta (acima de 6 graus) e pelo que pesquisei a miopia é um fator desencadeador de floaters. Tenho 27 anos e acredito que este problema me acompanha desde a infancia, porém o incomodo tem aumentado muito pis trabalho com computador.

    Um fato relevante é que percebo que a luminosidade aumenta a presença de floaters na minha visão, até pensei que fosse um fenômeno fotofobico, mas não.

    Espero realmente que a comunidade oftalmológica olhe para este problema com mais atenção, pois sinto que minha qualidade de vida, autoconfiança e produtividade começam a ficar cadas vez mais compromentidos.

    Abraços e saúde a todos vocês!

    Tom Paranhos
    (weltonparanhos@yahoo.com.br)

    ResponderEliminar
  5. Eu tenho o mesmo problema, e o meu oftalmo tbm nao sabia como resolver, mas ele disse para tormar vitaminas com calcio, pq segundo ele o calcio iria grudar nos floaters e iria decantar saindo do campo de visao, mas ele disse q nun eh certeza e tomar vitamina faz a pessoa engordar muito.

    ResponderEliminar
  6. OI GENTE......TENHO 29 ANOS E ESTOU COM O MESMO PROBLEMA....ISSO COMEÇOU CERCA DE 8 MESES ATRAS.
    NUNCA TIVE PROBLEMA NENHUM NA MINHA VISAO E TBM NUNCA USEI OCULOS NA VIDA.
    QUANDO FOI A SEMANA PASSADA AGORA RESOLVI MARCAR UMA CONSULTA NO OFTALMO POIS MORO NOS E.U.A. E PENSEI QUE ELES PODERIAM RESOLVER ESSA TORTURA QUE HA 8 MESES ATRAS ESTA ATRAPALHANDO MINHA VISAO E ME DEIXANDO DEPRIMIDO E COM MINHA AUTO ESTIMA CADA VEZ MAIS BAIXA.
    ME ENGANEI POIS AQUI TBM NAO TEM RECURSO NENHUM PARA ESSA PORCARIA QUE ESTA ME DEIXANDO LOCOOOO.
    ELE ME DISSE QUE TALVEZ VAI EMBORA COM O TEMPO E AS VEZES NAO!
    ESSA SEMANA AGORA ESTOU TENTANDO ABSORVER A IDEIA E TENTAR PUXAR MINHA AUTO ESTIMA PARA CIMA E SEGUIREM FRENTE COM ESSA TORTURA QUE APAREÇE TODAS AS VEZES QUE EU ABRO OS OLHOS PELA MANHA!!!
    VAMOS SIM TROCARMOS IDEIAS E DEBATER O ASSUNTO.

    ResponderEliminar
  7. Vivo com esse problema a dez anos e até hj, infelizmente, nunca li nada que me desse esperança. È triste ler que mais pessoas vivem com o mesmo problema, mas o maior numero de pessoas pode fazer com que a comunidade cientifica se comova e faça algo. Na minha ignorancia, acredito que uma CURA nao deve ser tão fificil, pois o problema parece simples

    ResponderEliminar
  8. tenho 16 anos e sofro deste malvado problema!
    Quando olha para o céu vejo o que parece micróbios a mexerem-se...
    Dei conta que tinha este problema no verão passado quando estava na praia deitado de barriga para o ar e quando olhei para o céu notei este problema...
    Enerva-me saber que os médicos estam-se nas tintas para este problemas dizendo:
    "isso passa ou não podemos fazer nada!"
    É triste uma pesoa não poder olhar para o céu com medo de ver aquelas coisas...
    Espero que um dia passe o que pelo menos acabe de vez...

    ResponderEliminar
  9. quem quiser descutir este problema pode contactar-me via youtube o meu nome é

    Fanaticsonic

    ResponderEliminar
  10. Tenho o mesmo problema. Nunca soube que era um problema até esse momento. Sempre tive desde muito criança, hoje tenho 24 anos, Tenho miopia mas é bem fraca. Na realidade, nunca foi um incômodo de verdade. Nunca perguntei à ninguém nem falei sobre isso com ninguém, bastante curioso isso afinal.

    ResponderEliminar
  11. Caros amigos desde meus 15 anos sofro com este problema hoje estou com 33 anos e isto me atrapalha muitono esporte ,na leitura e ao tentar ler uma propaganda em out doors infelismente podemos definir este mal semelhante a uma poluição visual...

    ResponderEliminar
  12. tenho 16 anos e descubri isso
    kara ncomoda muito!!

    ResponderEliminar
  13. eu tambem tenho isso, é a pior coisa que me aconteceu na vida, moro no brasil, se alguem puder me dizer o que causa isso ficarei muit agradeçido

    ResponderEliminar
  14. Anonimo............

    Tenho 18 anos. E apartir de outubro de 2010 descobrie que havia pequenas linhas e bolinha no meu olho e onde eu movimentava aquilo ia. Vie que talvez aquilo seria serio quando foi em 20/12/2010 busquei na INTERNET o que seria aquilo quando descobrie que era FLOATERS no momento nao fiquei assustado pois assim como eu várias pessoas tem isso inclusive dois amigos meus que estava comigo.Dizem que em algum momentos de nossas vidas isso desaparece ou não. Não sei so sei que e muito ruim isso, da uma vontade de tirar aquilo afossa dos meus olhos.Acho que a medicina hoje estar muito avancada poderia aprofundar mais nesse assunto que nao incomoda não só eu mas como milhares de pessoas. Desdi já muito obrigado por escrever este comentário.!!!!

    ResponderEliminar
  15. MARCELO

    eu estou preocupado com isso, ainda mais eu que fico mais de 10 horas nao frente do computador, gostaria que vc me respondese, se os floaters tem algo a ver com a exposiçao dos olhos ao computador, minha tela é lcd plana, desde ja agradeço

    ResponderEliminar
  16. tou com 28 anos e amais ou menos 6anos soufro com isso o dia todo inclusive a noite veijo as manchas a cada dia q passa eu vejo mais

    ResponderEliminar
  17. eu tambem tenho isso nos dois olhos irritaa muito isso e pensei que podia ser cegueira mas depoie de ver esse post vi que não é mas queria que isso desaparecese por que estou muito agoniado

    ResponderEliminar
  18. vejo floaters desde os 15 anos. Hoje tenho 37 e parece que a quantidade só aumentou. É realmente horrível pervceber essas manchinhas na visão. ´Como é possível não haver uma cura ainda?

    ResponderEliminar
  19. Sou mais uma de vós que vive com este problema que afecta indescutivelmente a nossa qualidade de vida. As respostas médicas que obtive até então são invariavelmente as mesmas: não é grave, vai ter que se habituar a viver com isso e a mais recorrente foi: a cura é esquecer-se disso. Mas como é que podemos esquecer estes horríveis e persistentes seres que habitam nos nossos olhos se estamos a vê-los constantemente? os floaters surgiram-me há meses como consequência da miopia e ainda estou a tentar adaptar-me a esta nova realidade, porém não sei ainda como fazê-lo. Infelizmente, parece uma batalha perdida.
    Só quem vive este problema é que sabe como é desesperante. Os floaters, podem não ser considerados graves, na sua maioria, pela comunidade médica, mas só o facto de afectarem permanentemente a visão, é no meu entender gravíssimo. Já percebi também que para os médicos está fora de questão a cirurgia. Precisamos de ter esperança, é a última a morrer, e acreditar que o nosso "problemazinho" ainda vai ter uma solução.

    ResponderEliminar
  20. Estive no último dia 05/12/2011 com alterações visuais, inicialmente linhas que apareciam, desciam, rodavam e retornavam, aleatoriamente. Tive uma hemorragia no interior do olho dois dias após o aparecimento desses “floaters”, fiz um exame e um tratamento rigoroso, com paralisação dos movimentos da cabeça (com colar cervical) e dilatação das pupilas constantemente, e pingando dois colírios. Profissionais da Unicamp (Campinas/sp) me examinaram muito bem, deram alta, dizendo que o risco maior havia desaparecido, mas que a seqüela havia ficado e eu “poderia” ter uma melhora nos floaters, dependendia de eu fazer uma dieta e tomar certos cuidados. Hoje, 26/12/2011 está pior, porque os “floaters” aumentaram e a qualidade de vida caiu muito, pois estou tendo Pânico. Se alguém teve “melhora na freqüência de floaters” ou mesmo “cura dos floaters” favor me contatar. E-mail: dinamicaalternativas@ig.com.br” – SP/BRASIL

    ResponderEliminar
  21. Tenho 32 anos e há dois meses sofro com esses malditos floaters pretos. Não aguento mais parei de estudar, trabalhar, estou agressivo, isto está me matando aos poucos, todas as manhas é uma agonia abrir os olhos e ver os pontos pretos nadando em minha vista.
    Fui no oftalmo e eles dizem que é normal,e recomendam terapia com psiquiatria,nós não precisamos de psiquiatras, precisamos sim é de uma solução para este problema, isto chama-se incompetência médica em achar um tratamento eficaz.
    Existe a cirurgia de vitrectomia mas é muito arriscada para jovens, podendo haver perda de visão.
    Nos EUA existe tratamento a laser no qual eles estouram o floater,então, porque não usam este método com mais frequência.
    Já pensei várias vezes em me matar, mas seria um covarde em fazer isto, tenho que viver no escuro para me acalmar.
    Que castigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, ínfelizmente é verdade, a vitrectomia não resolve o problema. Paguei qualquer coisa como 8000 Euros por uma vitrectomia (a ambos os olhos) por causa do desespero em que me encontrava. A operação foi em Novembro de 2011. Actualmente estão piores, os floaters voltaram em maior escala e a vontade de viver é cada vez menor. Tenho constantes ataques de pânico e a minha interacção social é praticamente nula. Ainda nem sequer cheguei aos 30 anos de idade e fico farto de tudo assim que abro os olhos.

      Eliminar
  22. Poxa, fiquei muito surpreso ao encontrar esse blog. Tenho esse problema desde os 18 anos, hoje estou com 25, e percebo gratadivamente o aumento de Floaters. Já usei óculos, mas não resolveu nada. É muito importante estudos para esse problemas, pois interfere muito no psicológico da pessoa, sem contar que encomoda muito em ambiente com muita luz, ou em lugares com claridade acentuada, como paredes na cor branca. Abraços!

    ResponderEliminar
  23. Esta condição não vai ser considerada relevante até um oftalmologista consagrado sofrer de floaters e não for capaz de continuar fazer o seu trabalho. Até lá o tratamento a laser parece ser a melhor alternativa, não é intrusivo e parece relativamente seguro. http://www.youtube.com/watch?v=uTNLt_pmUB0
    O problema está na falta de acesso. Muito poucos oftalmologistas são capazes de o fazer e a maioria nunca sequer ouviu falar nele.

    ResponderEliminar
  24. Eu também tenho a mesma condição, desde criança, mas até agora com 42 anos, nunca notei nenhuma mudança nessa condição, nem para melhor nem para pior. Tenho miopia alta desde criança, então deve ser esse o fato gerador no meu caso. Isso as vezes chegava a me incomodar, mas com o passar do tempo aprendi a lidar com isso, e hoje não interfere em nada na minha condição de vida.

    ResponderEliminar
  25. um dia acordei com um olho vermelho, coçando muito. não liguei, depois sem que eu percebesse apareceram uns borrões de tinta e uns pontos pretos que se moviam dentro do meu olho. Pedia a todos que examinassem meu olho para ver se eles conseguiam ver o que eu via. E nada viam. Achei que fosse curar rapidamente, mas não. Estou tomando remédios fortes com corticoides e pingando um colírio. Espero que não passe para o outro olho.

    ResponderEliminar
  26. EU tambem tenho essa parada ai, e pior mano encomoda pakas,já fui numa porrada de medico e eles disseram a mesma coisa.....
    mais quanto aos flutuantes tem q c adaptar fazer o que, se não pode com eles, fique com eles...
    abraços fui....

    ResponderEliminar
  27. eu vejo quando estou no claro, olhando para uma parede branca ou a para a página de um livro umas manchas trasparentes que se mechem, isso é floaters???

    ResponderEliminar
  28. Tenho 43 anos e tenho floaters desde que me conheço. Por vezes tenho a sensação que tenho muitos, no entanto, outras vezes parece que desapareceram todos!!! O ideal é mesmo aprender a conviver com eles. As noites mal dormidas e o stress são fatores que nos tornam emocionalmente mais susceptíveis e portanto mais atentos às maleitas e aos floaters também.
    Pela minha experiência, em momentos da minha vida mais stressantes gerei mais floaters.
    Beber o tal litro e meio de água por dia também é muito importante.
    É fundamental aprender a ignorar o problema e passar a ter uma postura positiva perante a vida!

    Recomendo-lhes os vídeos do Meir Schneider no youtube.

    Um abraço a todos e felicidades.

    ResponderEliminar
  29. Tenho 14 anos e vejo floaters mas e so no olho esquerdo sera qe desaparece ?

    ResponderEliminar
  30. Não penses muito nisso. Com o tempo vais esquecer que eles estão aí.

    ResponderEliminar
  31. Eu tenho a mesma coisa! É terrível!!! Não posso admirar o céu azul que logo aparecem umas manchinhas brancas na minha visão que me incomodam ainda por cima!!! Quem não tem isso tem que agradecer, o pior é que eu tenho 13 anos de idade e já tenho isso! Será que vou ter que viver a minha vida toda com esse incomodo? Rezo que não!

    ResponderEliminar